Às 10:23 da manhã do dia 05 de fevereiro, vários céticos, em várias cidades de diferentes países do mundo, se reuniram para ingerir medicamentos homeopáticos no que seria, caso seus princípios fossem verdadeiros, uma overdose. Juntei-me ao protesto na cidade de Natal, acompanhado de Igor Santos, do Science Blogs.

Igor Santos e Jairo Moura, antes da "overdose"

Dividimos um frasco de 360 bolinhas adocicadas de Arsenicum Album com diluição de 30CH. É a diluição recomendada por Hahnemann, criador das leis da homeopatia, e significa que existe 1 molécula do princípio ativo para cada 1060 moléculas de solvente. Não fosse isso, teríamos realmente morrido, pois é uma substância altamente tóxica.

Tomei pouco menos da metade dos comprimidos e, mais de um dia depois, asseguro que não fui acometido por nenhum sintoma ou quaisquer efeitos colaterais. É claro que é exatamente o resultado esperado e não buscávamos com isso comprovar experimentalmente que a homeopatia não funciona, pois os trabalhos científicos e as meta-análises já deram cabo do assunto.

O propósito da manifestação era mais pedagógico, pois a maior parte da população sequer sabe como funcionam os princípios homeopáticos e como são preparados os medicamentos. E, para a minha surpresa, também descobri que havia facetas que desconhecia na indústria homeopática.

O Laboratório Homeopático Almeida Prado é, certamente, o mais conhecido dessa indústria e trabalha com diluições bem abaixo daquela indicada por Hahnemman, nomeando seus produtos com números, como em uma franquia de sanduíches. Ao ler a bula do medicamento 46 – indicado como laxante –, vemos na composição que cada comprimido contém: Cássia senna 1DH 0,020 g; Polygonum punctatum 1CH 0,015 g; Collinsonia canadensis 1CH 0,015 g; e Picossulfato de sódio 0,005 g.

Reparem que todos os compostos estão diluídos em escalas Hahnemanniana decimais (DH) ou centesimais (CH), exceto pelo Picossulfato de sódio – e é exatamente o que faz a diferença. É o mesmo princípio ativo encontrado no remédio “alopático” para problemas de prisão de ventre. Um exemplo deles é o Guttalax, que contém 7,5 mg/ml da substância (o equivalente a 15 gotas).

Frasco vazio de Arsenicum Album 30CH

Convertendo a concentração do similar homeopático, encontramos 5 mg em cada comprimido e a recomendação da bula é que se tomem dois por noite, gerando um total de 10 mg por dose. O Guttalax recomenda o uso para adultos de 10 a 20 gotas, com um total entre 5 a 10 mg de princípio ativo ingerido. Trocando em miúdos, os dois possuem aproximadamente a mesma concentração para o que se recomenda tomar por vez.

Então isso quer dizer que a homeopatia funciona? Pelo contrário! Quer dizer que engana-se quem toma o remédio 46 (e outros da Almeida Prado) com a ideia de tratar-se com remédio homeopático. Se ele funciona, é porque não segue os princípios homeopáticos de diluição ao extremo para o que realmente importa e gera efeitos no organismo.

Obviamente, o remédio não foi ingerido em doses além das recomendadas e nem foi sugerido que qualquer participante da manifestação o fizesse. Os medicamentos usados no protesto foram aqueles altamente diluídos, pois seriam, de acordo com a hipótese homeopática, os mais eficientes.

 

Para saber mais:

Bule Voador – ótima cobertura sobre o evento e textos sobre a homeopatia.

Desafio 1023 – página oficial do desafio 10:23 no Brasil.

Overdose homeopática – vídeo-diário de Igor Santos.

Be Sociable, Share!

4 Comments

    • wolph
    • Posted 7 de fevereiro de 2011 at 7:45
    • Permalink

    Outro idiossincrasia que mostra quão ainda precisamos progredir!
    A religião “cura” mas 99% vão ao médico e tomam alopatia.
    A homeopatia cura com alopatia ou “cura” como efeito placebo.

    Ambas matam.

    • wolph
    • Posted 7 de fevereiro de 2011 at 7:46
    • Permalink

    Um adendo:

    Matam, mas não com “overdose” e sim com ignorancia!

    • Error: Não foi possível criar o diretório uploads/2017/10. O diretório pai possui permissão de escrita?
      Jairo Moura
    • Posted 7 de fevereiro de 2011 at 12:51
    • Permalink

    Vídeo de James Randi sobre a campanha:

    http://www.youtube.com/watch?v=pJnpUWifB3o

    Com legendas do pessoal do bule voador.

    • Error: Não foi possível criar o diretório uploads/2017/10. O diretório pai possui permissão de escrita?
      Jairo Moura
    • Posted 7 de fevereiro de 2011 at 15:45
    • Permalink

    Vídeo a partir da minha câmera:

    http://www.youtube.com/watch?v=5vGSuwhr1k0

    Grato a Igor por publicá-lo.

    http://scienceblogs.com.br/uoleo/